Buscar

Pais amorosos, filhos felizes

Na minha incessante busca por conhecimento na educação e criação de filhos, sempre que passo por alguma livraria dou uma espiadinha nos livros que por ali estão, relacionados ao tema. Um dia passeando no shopping, havia uma feira de livros e achei bem interessante este, “Pais amorosos, filhos felizes”, de Jeannie Cunnion. Comprei e logo comecei a leitura.

Jeannie sendo mãe, vive diariamente tudo o que diz no livro, e isso dá bastante crédito ao que é colocado na obra. A autora dá muitos exemplos práticos de sua conduta com seus filhos, facilitando a visualização e o entendimento da leitura. Com isso a leitura se torna muito fácil e agradável. Ela basicamente mostra as principais virtudes que busca na criação de seus filhos: respeito, domínio próprio, bondade, gratidão, pacificação, honestidade. Vou falar abaixo sobre cada um separadamente.


Respeito

Na parte do respeito, ela mostra como trabalhar a ação de ouvir dos filhos, e a audição atenciosa, onde tem a técnica em que pede aos filhos que repitam o que ouviram. Fala sobre o respeito pela autoridade, onde a autoridade é diferente do autoritarismo. Frases como “Vocês podem me ouvir?” e “Encontre uma maneira respeitosa de falar comigo” fazem parte desse processo.


Domínio próprio

Aqui há o trabalho da paciência, ajudar a criança a compreender e a colocar em palavras suas emoções. A expressão “Pare de falar” é trabalhada no momento em que começam as ofensas, para buscar o equilíbrio e a harmonia. Colocar para fora o que deixa a criança zangada de forma saudável, exercícios relaxantes, o dom do humor como ferramenta na busca da harmonia.


Bondade

A frase que mais me marcou nesse capítulo foi: “A bondade começa conosco”, e mostrar isso aos nossos filhos fazendo com que eles entendam faz muita diferença para a vida deles (e para o convívio com o próximo). Fortalecer o relacionamento com os filhos inclusive nos pequenos momentos, no cotidiano, solidificando o vinculo familiar e sua importância. Evitar comparar e rotular, seja entre os filhos ou com outras crianças, pois essa atitude fere e não ensina, o que é diferente de incentivar, ver o esforço da criança e exaltar essa atitude.


Gratidão

Essa é uma das virtudes que ensino todos os dias aos meus filhos, e que julgo ser uma das mais importantes para a vida de qualquer um. Com a expressão “a gratidão muda a trajetória do nosso coração” podemos ter crianças agradecidas, mostrando todas as bençãos que temos na vida, e que só temos a agradecer a Deus e sua bondade infinita. “A gratidão nos ajuda a enxergar o arco-íris, mesmo que estejamos em ruínas”, linda frase que Jeannie coloca para mostrar que apesar de tudo, temos muito o que agradecer. Outra importante lição é lutar contra o egoísmo, ensinando nossos filhos a serem mais caridosos.


Pacificação

Buscar a paz, viver em harmonia. Evitar conflitos e solucionar conflitos: levando o filho pensar com “Será que você tentou resolver o problema sozinho?”; conduzindo o filho à reflexão com “O que você pode fazer agora?”; guiando o filho na identificação do problema com “Qual é o problema e como você se sente?”; orientando o filho a encontrar uma solução pacífica com “Como você pode resolver o problema?”. E outra ferramenta muito importante é ensinar a criança a se colocar no lugar do outro.


Honestidade

Ensinar o filho a dizer sempre a verdade por mais que seja difícil, e dentro disso ensiná-lo a lidar com a mentira por vergonha ou medo, sempre mostrando que a mentira não é o caminho. Com isso, uma lição valiosa é mostrar que colhemos o que semeamos (o que vai volta).


Autoridade e obediência

Técnica do Respeitoso e Razoável, onde os filhos precisam ser respeitosos e os pais precisam ser razoáveis. A obediência deve se tornar algo de boa vontade, e não algo em que a criança fica reclamando e resmungando.


Outros pontos muito interessantes que são abordados durante a leitura, que achei muito relevante, são:

  • A escolha é sua (livre arbítrio)

  • O poder das palavras

  • Amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

  • Pergunte, não diga (levar à reflexão)

  • Falar o não acompanhado do que o filho deve fazer

  • Elogio específico e sincero

Enfim, aqui falei de forma bem resumida o conteúdo do livro, e acho bastante válida a leitura. O que mais me chamou a atenção, é que a autora baseia todos os seus ensinamentos na bíblia, ensinando os princípios a seus filhos dentro de uma doutrina cristã, uma religião, a mesma que ela segue desde criança.

Foi um achado esse livro, recomendo. Espero que com o pouco que coloquei aqui vocês se inspirem, os levem a refletir na educação de seus filhos e também na busca de uma maneira amorosa de lidar com os pequenos, que vieram nesse mundo para que possamos guiá-los no caminho do bem.

E com essa dica de leitura já quero desejar a todos um Feliz Natal, cheio de luz e amor, e que Jesus possa estar sempre em seus lares, sempre os inspirando com o seu lindo exemplo de amor, maior presente que veio nos dar nesse mundo. Grande abraço e boas festas!

15 visualizações
 
 

Seja bem vindo!

É com muita alegria que compartilho aqui minhas experiências e aventuras como mãe. Espero que vocês viagem aqui nos relatos e histórias, e que sejam úteis para vocês. Também espero que vocês compartilhem as opiniões e sugestões para sempre aprendermos uns com os outros.

 

© 2020 by maeaventura.com

Inscreva e receba as novidades
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube